Corpo | Foto: Lucas Mayor
Corpo | Foto: Lucas Mayor

Em meados de 2018, ao se deparar com o artigo O Inquietante, artigo presente no livro homônimo do neurologista tcheco pai da psicanálise Sigmund Freud (1856-1939)  dramaturgo Marcos Gomes decidiu levar o conceito tratado pelo psicanalista para o palco.

Na obra, Freud comenta exemplos da literatura que provocam no leitor um efeito de “estranhamento do cotidiano. Gomes partiu então para pesquisas e convites a amigos e colegas dramaturgos para que desenvolvessem pequenas cenas que dariam origem a um espetáculo.

Corpo, o resultado das pesquisas, estreia neste sábado, 25, no Teatro Cemitério de Automóveis, na Consolação, em São Paulo, às 21h, onde cumpre curtíssima temporada até o dia 15 de fevereiro, aos sábados e domingos. 

Com textos assinados por nomes como Carla Kinzo, Fernanda Rocha, Lucas Mayor e Silvia Gomez, além do próprio Marcos Gomes, nomes de destaque da dramaturgia contemporânea paulista, o espetáculo retrata passagens como um casal que discute as mudanças em suas vidas trazidas pela chegada do filho; uma consulta indiscreta de uma mulher que tem uma mancha na visão com sua oftalmologista; a relação inusitada entre dois vizinhos; uma mulher e um homem que se confrontam com o aparecimento de algo estranho no corpo de um deles; e os comentários de duas irmãs sobre a gravidez de uma terceira.

O elenco é formado por Andrea Tedesco, Antoniela Canto, Daniela Schitini, Ester Laccava, Monalisa Vasconcelos, Nelson Peres, Pablo Perosa, Rebecca Leão e Pedro Guilherme, sob a direção de Lucas Mayor e Marcos Gomes, e as sessões acontecem às 21h (sábados) e às 20h (domingos). Os ingressos custam de R$ 20,00 (meia) a R$ 40,00 (inteira).