Otávio Martins e Eduardo Semerjiam - Foto: Montagem
Otávio Martins e Eduardo Semerjiam - Foto: Montagem

Em fevereiro, antes de se instaurar a quarentena preventiva de combate ao novo COVID-19 (Coronavírus), os atores Otávio Martins e Eduardo Semerjian subiram ao palco do Teatro Aliança Francesa, na Vila Buarque, zona central de São Paulo, para ler Diplomacia, texto do dramaturgo francês Cyril Gely adaptado para o cinema em 2015.

Sob a direção de Ricardo Grasson, Martins e Semerjian narra o encontro entre o general nazista Dietrich von Choltitz com o embaixador sueco Raoul Nordling na Paris de 1944, então prestes a se livrar da ocupação nazista iniciada em 1940.

Por ordens de Adolf Hitler, Choltitz deveria comandar um bombardeio na cidade antes de passá-la para as forças aliadas. Nunca se soube exatamente o motivos, mas o fato é que o bombardeio nunca aconteceu e o ex-general acabou rendido e preso até sua morte, em 1966, numa prisão na Normandia.

Otávio Martins e Eduardo Semerjian relêem texto sobre ato diplomático que impediu explosão de Paris Com leitura agendada para hoje, 07, às 20h no perfil oficial da Rede de Leituras, idealizada por Marcelo Airoldi, Diplomacia imagina o encontro entre Choltitz e Nordling como principal motivo para o fracasso do bombardeio orquestrado pelo ex-general. Ricardo Grasson também assina a direção desta leitura online.