A Pena de Wilde | Montagem | Fotos: Heron Medeiros
A Pena de Wilde | Montagem | Fotos: Heron Medeiros

Escritor, poeta e dramaturgo britânico morto aos 46 anos, Oscar Wilde construiu obra monumental de rara popularidade no final do século XIX na Inglaterra que, mais de cem anos após sua morte, permanece relevante ao redor do mundo.

Tomando como norte a produção literária do autor, preso em 1895 por ser homossexual, o ator Ailton Guedes estreia A Pena de Wilde, espetáculo autoral no qual entrelaça as histórias de vida de uma personagem com as do escritor.

Recebendo o público para um chá, a personagem cita então trechos de obras e passagens de sua vida, além de traças um panorama sobre a relevância dos escritos de Wilde.

Produzido para compor o projeto Manufatura de Monólogos, do Sesc Santos, A Pena de Wilde conta com texto e direção do próprio Ailton Guedes (ator santista radicado em São Paulo) sob a orientação cênica do diretor Luis Fernando Marques, do Grupo XIX de Teatro.

O espetáculo cumpre temporada a partir do dia 11 de outubro, sexta-feira, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Bom Retiro, zona central da capital. As sessões acontecem às sextas-feiras e aos sábado, às 20h e às 18h, respectivamente, até o dia 26 de outubro. Os ingressos são gratuitos.