Andrea Dantas volta a viver Bette Davis em solo em que celebra quatro décadas de carreira

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz considerada uma das maiores estrelas das artes cênicas nos Estados Unidos, a vencedora de dois prêmios Oscar Bette Davis (1908-1989) realizou entre 1983 e 1984 uma série de palestras ao redor dos Estados Unidos para falar sobre sua vida, sua trajetória, seus macetes de interpretação e, claro, as polêmicas e inimizades que cultivou durante o período que foi uma das principais atrizes dos estúdios de cinema norte americanos.

Foi sob estas palestras, conhecidas como uma espécie de one woman shows, que o dramaturgo baiano Jau Sant’Angelo se debruçou para criar O Diabo em Mrs. Davis, solo que estreou em 2019 relembrando os 30 anos da morte da atriz e que volta aos palcos a partir de domingo, 08, em temporada curtíssima dentro do projeto Teatro Sem Bolso, de Ana Beatriz Nogueira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Estrelado por Andrea Dantas sob a direção de Aloísio de Abreu, o espetáculo cumpre apenas duas sessões com transmissão via streaming (a próxima acontece no dia 22 de novembro). Na obra, Dantas prepara um inventário sobre a história da atriz e narra as principais passagens de sua trajetória artística, com destaque para as polêmicas protagonizadas ao lado de nomes como Faye Dunaway e Joan Crawford (ano), entre outros.

Com sessões sempre às 17h, O Diabo em Mrs. Davis será transmitido via Zoom. Já à venda, os ingressos custam de R$ 15,00 (meia) a R$ 30,00 (inteira) e a transmissão acontece diretamente de espaço cênico construído dentro da casa da atriz Ana Beatriz Nogueira no Rio de Janeiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio