Após três décadas, Mário Bortolotto encerra trilogia fraterna com obra online

Espetáculo chega ao online mais de uma década após segunda parte da trilogia dramatúrgica

Publicado em 24/09/2021 11:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foi em 1989 que, ao encenar a peça Fica Frio, o ator, dramaturgo e diretor Mário Bortolotto iniciou uma trilogia dramatúrgica protagonizada pelos irmãos Nando e Maurício, personagens originados de uma família abastada do interior do Paraná com personalidades e destinos muito distintos.

Nando, o mais velho, saiu de casa muito cedo se recusando a aceitar qualquer ajuda da família, e vivendo de pequenos trabalhos, bicos e alguns furtos. Maurício, por sua vez, aceitou seguir o caminho que se esperava dele: permaneceu próximo dos pais, assumiu os negócios da família e não teve grandes riscos na vida.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na obra encenada em 1989, o caçula Maurício parte com a incumbência de trazer o filho temporão de volta, e acaba numa fuga depois de o irmão assaltar uma joalheria. O tempo de convivência permite que Maurício consiga diferentes aprendizados com seu irmão mais velho até o momento da separação.

A dupla ressurge, então, em 2000, quando Bortolotto encena Tempo de Trégua, quando os irmãos se reencontram em uma reunião familiar durante o Natal. Nando retorna à casa dos pais e se sente deslocado no cenário familiar.

Mais de 20 anos, então, separam a última montagem de PEQUOD – Só os Bons Morrem Jovens, última parte da trilogia dramatúrgica que Bortolotto, que reconecta os irmãos, agora bem mais velhos. Na história, Nando vive num barco ancorado no cais e recebe a visita do irmão Maurício, que traz a notícia da morte do pai. A partir desta notícia, os irmãos abrem velhas feridas e promovem um inventário de suas vidas.

A dupla conta ainda com a presença de outras duas personagens: um amigo asmático de Nando e uma garota misteriosa, que frequenta o barco do irmão mais velho. A obra chega ao universo digital fechando a trilogia que conta com a presença do autor e diretor, Mário Bortolotto, em todas as encenações.

Gravado no palco do Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, sob a produção do grupo Cemitério de Automóveis, PEQUOD – Só os Bons Morrem Jovens cumpre temporada dentro da programação digital do espaço, de 08 a 24 de outubro, com sessões de sexta-feira a domingo, sempre às 19h.

Além de Bortolotto, o elenco é formado ainda por Nelson Peres, Fernando Castioni e Rebecca Leão. Os ingressos são gratuitos. Confira abaixo a ficha técnica completa de PEQUOD:

Dramaturgia, Direção e Trilha Sonora | MÁRIO BORTOLOTTO | Concepção de Iluminação | CAETANO VILELA | Concepção cenográfica | MARIKO OGAWA & SEIJI OGAWA | Elenco | MÁRIO BORTOLOTTO – NELSON PERES – FERNANDO CASTIONI – REBECCA LEÃO | Direção de Produção | ISABELA BORTOLOTTO | Produção Executiva | PAULA KLAUS  | Operador técnico | ADEMIR MUNIZ & GABRIEL OLIVEIRA | Direção, captação e edição audiovisual | CAUÊ ANGELI | Fotos para divulgação | CRISTINA JATOBÁ | Assessoria de comunicação | POMBO CORREIO

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio