Atriz e diretora, Georgette Fadel estreia como dramaturga em experimento teatral multimídia

Publicado em 15/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Celebrada como uma das principais atrizes e encenadoras do teatro brasileiro moderno, Georgette Fadel estreia como dramaturga a partir de sexta-feira, 18, quando entra em cena Capô, experimento cênico digital que chega ao universo online fundindo mídias. 

Narrando o mergulho de três mulheres ao coração da Terra num período pós-guerra, a obra será transmitida através de site que abriga também vídeos, entrevistas, diários do processo de criação, making-of e trechos inéditos do texto que não foram utilizados na encenação.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Escrita em colaboração com as atrizes Laura Fajngold, Luciana Fróes e Sarah Lessa (que estrelam a obra), Capô conta com dramaturgismo assinado por Lara Duarte e será lançado com série de lives transmitidas no perfil oficial do espetáculo no Instagram (@capo.art) a partir do dia 18.

Fadel comanda a primeira live ao lado do elenco e da equipe de montagem para discutir as formas de produção. No dia 19, sábado, a live acontece com a participação de Stefany Nogueira, 54 anos, estudante de enfermagem, mulher trans e egressa do sistema carcerário, onde esteve de 2013 a 2018.

Por fim, no domingo, 20, a convidada é a pré-vestibulanda em direito e ex-supervisora de operações do Espaço Itaú de Cinema Nilma Alves de Lima, 51 anos, também egressa do sistema carcerário, onde esteve de 1998 e 2002. Tanto Lima quanto Nogueira fizeram parte das pesquisas do processo de produção de Capô. As lives acontecem às 19h30.

Capô entra em cena a partir do dia 18 de junho no site oficial do espetáculo a partir das 19h30. Os ingressos são gratuitos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio