Camila Nhary adapta para o online romance de Ariana Harwicz sobre angústias sociais da perfeição feminina

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lançado em 2012, o livro de estreia da romancista argentina Ariana Harwicz, Morra, Amor, é romance psicológico sobre as tensões e angústias femininas de se sentir obrigada a construir uma vida socialmente imposta, com a vivência da maternidade e de um matrimônio sólido – ainda que não necessariamente saudável.

A desconstrução destes dogmas sociais é o desejo motor que move a adaptação teatral homônima do romance de Harwicz, que estreia nesta quinta-feira, 18, em transmissão online.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Experimento cênico apresentado como híbrido entre o teatro performance e o cinema, Morra, Amor é solo estrelado pela atriz e palhaça Camila Nhary sob a direção da atriz e diretora Karina Telles e do cineasta José Eduardo Limongi.

Tendo como foco a personagem principal, que se vê engolida pela roda viva das tensões e cobranças cotidianas, o experimento terá única apresentação ao vivo no dia 18 às 21h, com reprises do registro da obra nos dias 19, 20 e 21 de fevereiro sempre no mesmo horário. A transmissão será gratuita, e, no dia 20, Nhary comanda um bate-papo online a partir das 20h.

A transmissão da sessão do dia 18 e das reprises nos dias seguintes acontecem através do canal oficial do espetáculo no Youtube e no perfil oficial também da obra no Instagram.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio