Cia do Sopro estreia mostra digital de repertório com títulos clássicos de sua trajetória

Espetáculo baseado em obra de João Guimarães Rosa abre Mostra

Publicado em 08/12/2021 11:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Companhia teatral surgida há sete anos, quando encenou bem sucedida adaptação do clássico A Hora e Vez de Augusto Matraga, de João Guimarães Rosa (1908-1967), a Cia. do Sopro olha pelo retrovisor para em sua primeira Mostra de Repertório Digital agendada para chegar à rede hoje, 08, com a exibição justamente do inaugural A Hora e Vez.

A mostra acontece menos de um mês após o grupo estrear Medea, espetáculo do dramaturgo inglês Mike Bartlett que chegou ao palco do Sesc Pompéia, em São Paulo, e também comporá a Mostra, que acontece de 08 a 19 de dezembro, e apresenta ainda Como Todos os Atos Humanos, um dos principais títulos da trajetória do grupo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Formada por Fani Feldman, Rui Ricardo Diaz, Plínio Meirelles, Osvaldo Gazotti e Antonio Januzelli, a Companhia vislumbra a continuidade de sua produção autoral com esta Mostra, que receberá o público para um bate-papo no último dia de cada apresentação.

Entre os dias 08 e 11 de dezembro, a companhia apresenta A Hora e Vez, obra na qual narram a história de Augusto Matraga, o Nhô Augusto, homem duro, doido e sem detença. Depois de quase ser morto numa emboscada e perder seu poder de coronel, Nhô tenta recomeçar sua vida por meio da reclusão, do trabalho e da penitência. A obra é estrelada por Rui Ricardo Diaz e dirigida por Antonio Januzelli.

Já entre os dias 12 e 15, o grupo apresenta Como Todos os Atos Humanos, no qual abordam a naturalização da violência através de uma alusão inversa ao mito de Electra, na qual narram o ato de uma filha obcecada pelo pai que, ao ser subjugada, extermina o patriarca com um estilete e, simbolicamente, aniquila uma visão do patriarcado. A atriz Fani Feldman estrela e assina o texto da obra sob a direção de Rui Ricardo Diaz.

Por fim, de 16 a 19 de dezembro, o grupo lança online sua Medea, sob a direção de Zé Henrique de Paula. Na obra de Bartlett (versionada por Diego Teza), o clássico mito de Eurípedes é ambientado em um conjunto habitacional, no qual a personagem-título, em crise de depressão após ser deixada por seu marido, Jasão, decide se vingar, destruindo tudo o que ele mais ama, matando sua noiva e seu único filho.

O elenco de Medea é formado por Fani Feldman, Daniel Infantini, Juliana Sanches, Maristela Chelala, Plínio Meirelles, Bruno Feldman e David Uander. A Mostra de Repertório Digital da Cia. do Sopro é gratuita e transmitida em seu canal oficial no YouTube.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio