Cida Moreira - Foto: Divulgação
Cida Moreira - Foto: Divulgação

Atriz que participou da fundação do grupo Ornitorrinco ainda na década de 1980, mas se celebrizou mesmo como (grande) cantora de música popular, Cida Moreira sempre costurou em seu repertório a fina poesia popular de compositores como Chico Buarque de Hollanda e Cartola (1908-1980) e o clássico songbook norte americano composto essencialmente para o teatro por nomes como Cole Porter (1981-1964), Bertolt Brecht (1898-1956) e Kurt Weill (1900-1950).

A artista volta a investigar a obra de Brecht e Weill em live agendada para esta terça-feira, 07, em seu perfil oficial no Facebook. A apresentação acontece às 20h na política da contribuição voluntária. O valor mínimo é de R$ 30,00 em doação que pode ser feita através de depósito na conta da própria artista.

Moreira retorna ao repertório da dupla de compositores 32 anos após o lançamento de Cida Moreyra Interpreta Brecht, álbum no qual a dama indigna (ainda assinando Moreyra, com y grafado no lugar de i) rebobinava temas como Alabama Song, Benares Song e clássicos como Jenny dos Piratas e Balada de um Soldado Morto (em versões assinadas por Cacá Rosset e Luiz Galizia) e Surabaya Johnny (assinada por Duda Neves e Silvia Vergueiro), o tema que elevou Moreira a o status de uma das melhores intérpretes da obra de Brecht e Weill no mundo.