A Festa de Aniversário Para O Amigo Que Foi Para Dublin - Foto: Divulgação
A Festa de Aniversário Para O Amigo Que Foi Para Dublin - Foto: Divulgação

Companhia teatral que, desde 2015, vem pesquisando e experimentando linguagens do teatro contemporâneo enquanto propõe fricções com a linguagem clássica, o Coletivo Inominável se lambuzou na autoficção ao explorar as dores e delícias de se descobrir homossexual numa grande metrópole em Inhaí – Coisa de Viado (2019), seu espetáculo mais celebrado até o momento.

Buscando expandir a experiência, o Coletivo agora mergulha na experimentação de encenações transmídia com a montagem de A Festa de Aniversário para o Amigo que foi para Dublin, espetáculo que entra em cartaz na próxima sexta-feira, 11, via Zoom e marca a estreia do Coletivo no universo do teatro digital menos de um mês após estrear no online com a adaptação do sucesso Inhaí” para as redes.

Com dramaturgia assinada por Fernando Pivotto e Luan Carvalho, A Festa de Aniversário para o Amigo que foi para Dublin é um experimento baseado na festa dada em homenagem a Bito Florz, ator, educador e drag queen que se mudou para a Irlanda para fugir da crescente onda conservadora no Brasil.

Com elenco formado por Alexia Twister, Cezar Zabell, Marcela Abeid, Renata Flores e o próprio Florz, o espetáculo convida a plateia a participar da festa via Zoom e reflete, entre músicas, drinks e uma lista de possíveis apocalipses, sobre o futuro, o presente e os motivos para celebrar em tempos de pandemia.

Para a encenação, assinada por Fernando Pivotto, algumas perguntas dão o norte da montagem, como, por exemplo, o que significa estar “junto” em tempos de isolamento e virtualidade?  Mesmo cada um em sua casa, em sua cidade, em seu país, em seu continente e em seu fuso-horário, estamos de fato separados, ou podemos encontrar jeitos de nos aproximar? Se dançarmos a mesma música ao mesmo tempo, significa que estamos dançando juntos? Quais motivos temos para celebrar nos dias de hoje, e qual a importância disso? Qual futuro nos aguarda, e o que podemos fazer até lá?

Para explorar as possibilidades da encenação transmídia, o Coletivo Inominável pretende lançar ações via e-mail, instagram (em seu perfil oficial) e Spotify. Nestas ações estarão sugestões de drinks, uma playlist e fragmentos da dramaturgia, entre outras ações a serem desenvolvidas para além dos 40 minutos previstos para a duração do espetáculo.

Com curtíssima temporada de 11 a 26 de setembro, A Festa de Aniversário para o Amigo que foi para Dublin cumpre sessões às sextas e sábados sempre às 20h. Os ingressos custam a partir de R$ 15,00 e podem ser adquiridos via Sympla.