Com Vanessa Gerbelli e Eriberto Leão, peça analisa o lado tóxico e obsessivo dos relacionamentos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Publicado orginalmente em 1951, Fim de Caso, romance do escritor inglês Graham Greene, é um tratado
sobre a construção dos estereótipos de relacionamento amoroso na metade do
século XX, na qual um triângulo amoroso discute temas como ética, responsabilidade
emocional, obsessão e o envolvimento tóxico.

Tomando com base o mote este triângulo central, a peça Fim de Caso, adaptação de Thereza
Falcão para a obra do inglês, entra em cartaz a partir do dia 30 de agosto,
sexta-feira, no Teatro Oi Futuro Flamengo, no Rio de Janeiro. Protagonizado por
Vanessa Gerbelli, Eriberto Leão e Isio Ghelman, sob a direção de Guilherme
Piva, o espetáculo narra o fim do relacionamento extraconjugal de Sarah Miles
(Gerbelli) e Maurice Bendrix (Leão).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sem chão com o fim do relacionamento sem qualquer explicação,
Maurice inicia uma série de questionamentos sobre os verdadeiros sentimentos de
Sarah, e sobe a força do que seria um amor verdadeiro para manter uma relação.
A peça ainda levanta discussões como as expectativas depositadas em um relacionamento
e as frustrações que acarretam.

Fim de Caso fica em cartaz de 30 de agosto a 17 de novembro, com sessões de sexta a domingo, sempre às 20h, no Teatro Oi Futuro Flamengo. Os ingressos custam de R$ 15,00 (meia) a R$ 30,00 (inteira).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio