Cauby, Cauby - Foto: Dalton Valério
Cauby, Cauby - Foto: Dalton Valério

Não tivesse saído de cena em 2016, vitimado por um quadro de pneumonia aos 85 anos de idade, Cauby Peixoto (1941-2016) provavelmente celebraria seus 90 anos de vida (a serem comemorados em 10 de fevereiro de 2021) em cena, dando continuidade a jorro de produtividade que nos últimos anos de sua vida gerou cds, DVDs e uma série de turnês orquestradas pelo diretor artístico e produtor cultural Thiago Marques Luiz.

Não é improvável que a data seja lembrada com uma série de homenagens e shows online em tributo ao repertório do cantor que, ao sair de cena, ainda mantinha tinindo o cristal de sua voz de barítono.

A primeira celebração acontece no dia 24 de setembro, quinta-feira, cinco meses antes do aniversário do cantor carioca. O ator Diogo Vilela volta ao universo musical e biográfico do intérprete com a estreia de Cauby – Uma Paixão, solo derivado do musical Cauby, Cauby, encenado originalmente em 2006 e contou com nova montagem 12 anos depois, em 2018. Ambas estreladas por Vilela.

A adaptação do monólogo é assinada por Flávio Marinho, também autor do musical, e conta com a direção musical de Liliane Secco, que também entra em cena ao lado do saxofonista Fernando Trocado.

O repertório mescla clássicos como Conceição, A Pérola e o Rubi e Molambo, além de temas como Eu e a Brisa e Samba do Avião. A transmissão acontece a partir das 20h30 no perfil oficial do Sesc Minas no YouTube, com ingressos gratuitos dentro do projeto Palco Instituto Unimed BH em Casa diretamente do palco do Teatro Claro Rio, em Copacabana, no Rio de Janeiro.