A Arvore Seca | Foto: Joao Caldas
A Arvore Seca | Foto: Joao Caldas

Em 2011, após passar três anos em cartaz no espetáculo A Festa da Abigail, Ester Laccava decidiu que era hora de buscar um novo desafio para se desvencilhar da figura da perua Beverly, vista por mais de 50 mil espectadores. 

Foi então que, sob a direção de Antônio Vanfill e Leandro Goddinho, deu início ao processo de A Árvore Seca, monólogo dramático escrito por Alexandre Sansão sobre uma mulher nordestina que tenta extrair algum otimismo das mazelas de sua vida.

Estéril e com um filho adotivo deficiente, a protagonista busca lidar com as mágoas do marido enquanto questiona a própria sanidade num espetáculo que há oito anos segue em sucessivas temporadas, e já passou por países como Portugal e Alemanha, além de ter lhe rendido uma indicação ao Prêmio Shell.

Agora, a atriz retorna ao monólogo em única apresentação hoje, 28, no Teatro Garagem, na Vila Romana, zona central de São Paulo. A única sessão acontece às 20h, com ingressos de R$ 15,00 (meia) a R$ 30,00 (inteira).