Festival celebra dramaturgia feminina ao orquestrar leitura de obras embrionárias

Publicado em 20/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Acontece a partir de sábado, 24, a primeira edição do Festival Mulheres da Cena – Dramaturgias Embrionárias, que visa celebrar e fomentar a produção dramatúrgica de escritoras e artistas com obras em pleno desenvolvimento. 

Com uma seleção de dez textos inéditos, o evento contará ainda com dois bate-papos, nos quais as dramaturgas Maria Giulia Pinheiro e Cidinha da Silva (foto) discutem seus processos de escrita.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com transmissão via Zoom, as leituras acontecem das 15h às 18h. Estão na programação Minguante, de Samya Enes, Fados, de Fernanda Gama, Bazófias Blasonadas, de Dé A., Eu me Lembro, de Leila Ganimi, e As Cachorras, de Fran Lipinski, no dia 24.

Já no domingo, 25, o Festival recebe Mulheres Pretas Falam de Amor, de Heme Costa, Miséria, de Monalisa Silva, Iaras que nos Habitam, de Camila Shwafaty, Memórias de um Espelho, de Naira dos Rios, e Atropelo, de Amanda Carneiro.

O Festival Mulheres da Cena é concebido pelo coletivo NED – Mulheres Dramaturgas, que encerra a programação com um bate-papo e o lançamento oficial do livro Pavio Vermelho Fogo – Diálogos Sobre um Laboratório de Dramaturgia para Mulheres, escrito por Carina Murias, Cláudia Jordão, Denise Hygino e Juliana Pimenta, fundadoras do coletivo. O bate-papo acontece às 19h e, assim como toda a programação, é gratuito.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio