Gabriela Geluda volta a entrar Na Boca do Cão em estreia online de ópera escrita por Geraldo Carneiro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos dois anos de idade, a soprano Gabriela Geluda passou por um dos maiores traumas de sua vida quando, ao acompanhar seu pai na padaria, foi atacada por um cachorro e acabou com a cabeça presa dentro da boca do animal.

O evento a acompanhou como um fantasma por toda a sua vida até ser expurgado em 2017, quando a artista levou para o palco do Teatro III do Centro Cultural do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, Na Boca do Cão, ópera com libreto assinado pelo imortal Geraldo Carneiro e música do compositor erudito contemporâneo duas vezes indicado ao Grammy Latino, Sérgio Roberto de Oliveira (1970-2017).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, quatro anos após a primeira bem sucedida temporada, Geluda volta a expor suas dores com a adaptação online de Na Boca do Cão, que estreia a partir deste sábado, 17, em curtíssima temporada transmitida através do canal oficial do espetáculo no YouTube.

Sob a direção de Bruce Gomlevsky, o espetáculo foi registrado em sessão única realizada dentro do Teatro Serrador, no Rio de Janeiro, e utiliza as instalações do teatro para sublinhar o caráter trágico da obra, que busca também chamar atenção para as condições de preservação do palco carioca.

Em cartaz até o dia 25 de abril, com sessões de sexta-feira a domingo (com exceção desta primeira semana) sempre às 19h, o espetáculo conta com transmissão gratuita e dois bate-papos após as apresentações.

O primeiro acontece no sábado e contará com atriz e diretor discutindo a produção e o processo de criação da obra, enquanto o segundo, no dia 24, propõe uma análise da obra à luz da psicologia em busca de respostas para questões como o papel da arte na expressão e elaboração de traumas e os motivos de apresentar a obra no momento atual.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio