Grupo Os Satyros remonta obra que encerrou clássica trilogia sobre a invisibilidade na grande metrópole

Pessoas Brutas volta aos palcos após cinco anos dentro da programação de retomada da companhia

Publicado em 12/01/2022 10:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Obra que encerrou a elogiada Trilogia das Pessoas, série de três espetáculos em que o paulistano grupo Os Satyros investigou o processo de invisibilidade social imposto a moradores de grandes metrópoles, Pessoas Brutas ganhará sua primeira remontagem desde sua estreia, há cinco anos, quando fechou o ciclo iniciado três anos antes com a montagem do incensado Pessoas Perfeitas (2014).

A montagem volta ao palco do Espaço Satyros, na Praça Franklin Roosevelt, a partir desta quinta-feira, 13, marcando a temporada de retomada das produções presenciais da companhia, que retornou aos palcos no apagar das luzes de 2021 com a encenação da tragicomédia Aurora, escrita por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez (que também assina a direção).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Pessoas Brutas, o grupo mergulha numa sátira tragicômica a partir do sequestro da filha de um doleiro delatado na operação Lava Jato. Com este pano de fundo, uma série de personagens se cruzam entre si, tendo em comum, basicamente, o caráter de invisibilidade social no qual vivem suas vidas na grande metrópole de São Paulo.

Nesta lista surgem personagens como um vendedor de sapatos que se tornou herói por ter salvo uma pessoa da morte, um casal de youtubers em relação de abuso, uma relação de poliamor entre desencantados dependentes de drogas, o encontro amoroso de um contador evangélico e uma recepcionista de hotel, o amor de um taxista pela sua filha idealizada e dois sequestradores que se inspiram nas pessoas que conseguiram vencer no Brasil: os bandidos de Brasília e os bandidos da quebrada.

Com elenco formado por Alex de Jesus, Thiago Mendonça, Gabriela Veiga , Gustavo Ferreira , Sabrina Denobile , Tiago Leal, Julia Bobrow, Eduardo Chagas, Henrique Mello, Andre Lu, Dani Moreno e Diego Ribeiro sob a direção de García Vázquez, o espetáculo cumpre temporada até o dia 17 de fevereiro, com sessões de quinta-feira a sábado, sempre às 17h. Os ingressos custam de R$ 5,00 (meia) a R$ 10,00 (inteira).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio