Inez Viana e Denise Stutz resgatam carta de rompimento nunca enviada para encenar obra online

Publicado em 1/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 1999, o mineiro Grupo Galpão subia ao palco para estrear Partido, obra baseada no livro O Visconde Partido ao Meio, de Ítalo Calvino (1923-1985), sobre um visconde que é partido ao meio por uma bola de canhão, mas não morre. Ele é partido em dois e retorna ao reino dividido entre o bem e o mal.

Sucesso de público e crítica na virada do milênio, a obra levou uma mulher de 74 anos a uma epifania: escrever uma carta terminando seu relacionamento com o amante, 30 anos mais jovem. A carta nunca foi enviada e permaneceu guardada no baú de memórias da espectadora até depois de sua morte.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Encontrada por sua filha, a carta agora chega ao público com a estreia de Partida, espetáculo idealizado por Denise Stutz e com texto assinado por Inez Viana partindo do fato narrado na carta nunca enviada. As artistas estreiam nesta sexta-feira, 04, a obra na qual dão vida a duas atrizes em processo de montagem de um espetáculo baseado justamente na carta guardada.

Mesclando referências da década de 1990 com questionamentos acerca das relações humanas e do teatro do próprio Grupo Galpão, Partida chega ao universo online sob a direção de Débora Lamm em curta temporada digital até o dia 27 de junho, com sessões de sexta-feira a domingo, às 19h.

Gravado no Espaço Cultural Sérgio Porto, no Rio de Janeiro, o espetáculo ganha transmissão no canal oficial do Sesc Rio no YouTube. Os ingressos são gratuitos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio