Alma Despejada - Foto: Andreia Machado
Alma Despejada - Foto: Andreia Machado

Quando a pandemia do novo Coronavírus exigiu que medidas de isolamento social fossem adotadas e teatros e espaços culturais fechados, Irene Ravache se preparava para levar para o Rio de Janeiro, após duas bem sucedidas temporadas em São Paulo, seu solo Alma Despejada, uma comédia de Andréa Bassitt escrita especialmente para a atriz, que aproveitou a ocasião para celebrar seus 75 anos de vida em cena.

Impossibilitada de viajar, Ravache estreia agora, nesta sexta-feira, 17, no universo das lives cênicas com uma adaptação de Alma Despejada, obra na qual dá vida a uma professora de ensino médio que, depois de mora, vaga pela casa onde viveu por toda a vida e que acaba de ser vendida.

Em um inventário de sua trajetória, a personagem busca fazer espécie de memorabilia sobre épocas e passagens da história cultural e política do Brasil. Sob a direção de Elias Andreato, o espetáculo faz parte da programação do projeto #EmCasacomoSesc, do Sesc São Paulo, com transmissão pelo canal oficial da rede no Youtube às 21h30.

Ravache engrossa o time de artistas que, há dois meses, compõem a série de apresentações da rede Sesc. Com uma audiência próxima de 100 mil espectadores, o projeto já contou com apresentações de nomes como Renata Sorrah, Sérgio Mamberti, Ailton Graça, Grace Passô, Clara Carvalho, Denise Fraga, Celso Frateschi, Jé Oliveira, Denise Weinberg, Matheus Nachtergaele, Cássio Scapin, Renato Borghi, entre outros.