Johnny Salaberg - Foto: Divulgação
Johnny Salaberg - Foto: Divulgação

Desde sua estreia, em 2018, a peça Buraquinhos ou o Veto é Inimigo do Picumã se sobressaiu como um dos melhores espetáculos do ano, incensado por público e crítica e rendendo a sua diretora, Naruna Costa, o Prêmio APCA de Melhor Direção, o primeiro da categoria a ser dado a uma mulher negra.

Autor e componente do elenco, Johnny Salaberg adapta o espetáculo para solo que será apresentado neste domingo em live dentro do projeto #EmCasacomoSesc, no canal oficial da rede Sesc São Paulo.

Fundador do Coletivo O Bonde (responsável por outro sucesso da temporada, o infantil Quando eu Morrer vou Contar Tudo a Deus, de Maria Shu), Salaberg discutirá no monólogo os mesmos temas que alicerçaram a encenação da obra, retratando o extermínio do povo negro e jovem nas periferias das grandes cidades.

A apresentação acontece às 21h30 dentro de projeto que, em três semanas, já ultrapassou o número de 39 mil visualizações em solos de nomes como Sérgio Mamberti, Ailton Graça, Denise Weinberg, Matheus Nachtergaele Lavínia Pannunzio, Grace Passô, Jé Oliveira, Celso Frateschi, Georgette Fadel, Cláudia Missura, Ester Laccava, entre outros.