Jogo a Jogo | Foto: Patrícia Vazquez
Jogo a Jogo | Foto: Patrícia Vazquez

As matérias e estatísticas cada vez mais crescentes acerca dos casos de feminicídio e agressão a mulheres durante o isolamento causado pela pandemia do Coronavírus acenderam um alerta nas atrizes, dramaturgas e diretoras Diana Herzog, Pâmela Côto, Patrícia Vazquez, Rafaela AmoDeo, Lorena Lima, Nivea Magnos e Veronica Bonfim

Tendo esta realidade em mente, o grupo se reuniu para discutir a problemática em Jogo a Jogo, experimento cênico online que chega à rede a partir de quinta-feira, 25, às 19h. Gestado e dirigido de maneira conjunta, o espetáculo propõe um jogo cênico no qual as artistas levantam questões sobre as regras sociais que estimulam comportamentos considerados nocivos no universo feminino.

A submissão, o medo e a romantização de atos violentos entram em discussão no espetáculo, que cumpre temporada de quinta-feira a domingo até o dia 14 de março. As sessões acontecem às 19h (quinta-feira a sábado) e às 17h (domingos) com ingressos de R$ 5,00 (meia) a R$ 10,00 (inteira). A transmissão acontece via Zoom.