Léo Lama - Foto: Divulgação
Léo Lama - Foto: Divulgação

Dramaturgo que levou vida tão intensa quanto a realidade retratada em sua obra, Plínio Marcos (1935-1999) será o tema da live comandada pelo diretor e também dramaturgo Léo Lama no dia 16 de junho (terça-feira) no perfil oficial do Teatro Vivo (@vivo.cultua) no Instagram.

Fruto da união entre Plínio Marcos e a atriz Walderez de Barros, Lama investigará a vida conturbada de seu pai e o reflexo em sua obra construída com tintas fortes e intensas retratando a figura marginalizada de um Brasil longe da realidade das classes abastadas.

Na obra de Marcos, títulos como o seminal Barrela e os definitivos Dois Perdidos numa Noite Suja (1966), Navalha na Carne (1967), Quando as Máquinas Param (1967), O Abajur Lilás (1969) e Querô (1979) serão dissecados na live agendada para às 19h30.

O bate-papo faz parte de um projeto idealizado pelo produtor André Accioli e encampado pela Vivo, no qual nomes importantes das artes cênicas dissecam a vida e a obra de grandes dramaturgos. Nas últimas semanas, Marco Antônio Pâmio mergulhou na obra do bardo inglês William Shakespeare ( 1564 – 1616) enquanto Clara Carvalho desvendou os segredos por trás da vida e da obra do norte americano Tennessee Williams (1911-1983).