Leonardo Miggiorin mergulha na poesia de Carlos Drummond de Andrade ao viver artista atormentado por perdas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As inúmeras perdas pelas quais passamos ao longo da vida, e agora potencializadas graças a um vírus pulmonar letal que já tirou mais de 300 mil pessoas de cena apenas no Brasil, entram em análise em Não se Mate, solo em que Leonardo Miggiorin mergulha na poesia do mineiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) e que chega ao universo online a partir desta sexta-feira, 02.

Marcando a estreia do ator, diretor e produtor Giovani Tozzi na dramaturgia, a obra narra a história de um artista plástico que, ao passar por diversas perdas, entra em processo de introspecção para repensar o conceito de vida e morte e como seguir a vida convivendo intimamente com a ausência.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entre os poemas selecionados para compor o espetáculo estão clássicos como o que dá título à obra (publicado em 1962 na Antologia Poética organizada pelo poeta), Poema das Sete Faces (1930), Uma Pedra (1930) e E Agora, José? (1942).

Sob a direção de Tozi e contando com a participação especial de Luiz Damasceno, Não se Mate chega ao universo online em temporada gratuita até o dia 11 de abril, com sessões de sexta-feira a domingo, sempre às 20h.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio