Luluh Pavarin investiga e contesta, online, padrões e mitos da beleza em tragicomédia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz, dramaturga e diretora Luluh Pavarin se lança no universo digital a partir desta segunda-feira, 08, com a estreia de Eu Nasci para ser Miss, tragicomédia autoral na qual a artista investiga e contesta os padrões e mitos pré-estabelecidos sobre a beleza feminina e o que é ou não aceito na sociedade.

Pavarin passa a limpo acontecimentos tragicômicos na trajetória de uma miss mirim enquanto mescla a ficção com memórias pessoais sobre sua vivência e a de amigos que não se encaixam nos padrões exigidos pelas convenções sociais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Encarado pela atriz como uma sit down tragedy (em contraste com o movimento do stand-up comedy), Eu Nasci para ser Miss cumpre temporada online com transmissão do palco da Alvenaria Espaço Cultural, idealizado e gerido por Bia Toledo e Tati Bueno e sede da Nossa Companhia de Teatro.

A obra fica em cartaz até o dia 29 de março, todas as segundas-feiras, sempre às 20h. Os ingressos custam R$ 20,00 (valor único).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio