Narrando a terceirização das relações pessoais, peça de Jô Bilac volta aos palcos após suspensão

Produção cumpriria temporada em novembro de 2020 quando precisou interromper sessões

Publicado em 20/11/2021 08:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um ano após anunciar sua estreia no palco do Teatro II do Centro Cultural do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, e realmente chegar a abrir as cortinas do espaço, o espetáculo Pá de Cal (Ray-Lux), cumpre finalmente sua primeira temporada no palco carioca a partir de hoje, 20.

Acontece que, agendado para estrear em 26 de novembro de 2020, marcando a retomada da programação presencial do CCBB durante a pandemia do Coronavírus, o espetáculo teve sua temporada suspensa devido à volta do crescimento das contaminações e internações causadas pelo vírus.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, sob a direção de Paulo Verlings e com quase todo o elenco original (a atriz Kênia Bárbara substitui Ruth Mariana) formado por Carolina Pismel, Isaac Bernat, Orlando Caldeira e Pedro Henrique França, além de Bárbara, o espetáculo finalmente retorna ao palco do CCBB para cumprir temporada até o dia 19 de dezembro.

Escrita pelo vencedor do Prêmio Shell Jô Bilac, Pá de Cal (Ray-Lux) narra a história de um grupo de irmãos que precisa decidir com quem o patriarca da família ficará após a morte do irmão responsável por seus cuidados. Acontece que, em cena, nenhum dos componentes está presente, mas sim seus advogados representando seus interesses.

A mãe do morto, uma empregada doméstica, também manda um representante, além do representante do próprio falecido. A única presença em cena é a do pai, que busca fazer valer seus próprios interesses.

Discutindo a terceirização das relações e obrigações pessoais, o espetáculo cumpre sessões de quinta-feira a domingo, às 19h (quinta-feira a sábado) e às 18h (domingos). Os ingressos custam de R$ 15,00 (meia) a R$ 30,00 (inteira).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio