Os Satyros em Mississipi - Foto: André Stefano
Os Satyros em Mississipi - Foto: André Stefano

Não tivesse a pandemia do novo Coronavírus congelado o mercado da cultura no Brasil, fechando teatros e espaços culturais ao redor do país, a companhia paulistana Os Satyros celebraria o aniversário de duas décadas de ocupação na Praça Franklin Roosevelt, em São Paulo, com uma série de programações e estreias, além da 21ª edição do Festival Satyrianas.

Completamente adaptados ao novo formato digital ao qual o teatro se adaptou para sobreviver artística e financeiramente ao cenário de pandemia, o grupo estreou dois espetáculos online e anuncia a abertura de inscrições para a primeira edição digital do festival anual de teatro que ajuda a fomentar e prever futuras montagens de espetáculos na capital paulistana.

Intitulada Satyrianas 2020 – Para não Dizer que não Falamos das Flores, a edição contará com espetáculos apresentados de forma gratuita em diferentes plataformas digitais, entre elas o Zoom, o Youtube, Facebook, Instagram, Tik Tok, Twitter e What’sapp. As inscrições são abertas a artistas, grupos e coletivos e podem ser realizadas até o dia 08 de novembro.

Serão contemplados espetáculos nas seguintes categorias: teatro, performance, dança, música, cinema, circo, dramamix (espetáculos curtos de até 20 minutos com texto inédito), podcastmix (websérie em áudio em formato de podcast com 3 episódios e até 10 minutos cada), PapoMix e Lives (debates, palestras, entrevistas e bate-papos, recortes digitais (cenas curtas gravadas de até 1 minuto), contação de história, workshop, entre outros.

A 21ª edição do Festival Satyrianas (a primeira online) acontecerá de 03 a 06 de dezembro, com 78 horas ininterruptas de programação.