Retratando efeitos devastadores da crise econômica, peça celebra meia década com temporada híbrida

Publicado em 1/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Espetáculo que chegou aos palcos em 2016 narrando a vida de um homem que vai morar nas ruas após a crise financeira causada pelo descontrole da inflação e pelo confisco da poupança do Plano Collor, na década de 1990, Nefelibato celebra meia década de sucessivas temporadas a partir do dia 07 de julho, quarta-feira, quando entra em cena no Teatro Petra Gold, no Rio de Janeiro.

Estrelado por Luiz Machado sob a direção de Fernando Philbert e supervisão cênica de Amir Haddad, a obra (escrita por Regiana Antonini) cumpre temporada híbrida com a presença do público e transmissão online via Zoom, com sessões todas as quartas-feiras às 19h. A lotação do teatro é limitada a 40 pessoas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Nefelibato, Anderson é um homem que se tornou morador de rua quando, na década de 1990, o descontrole da inflação e o confisco da poupança proveniente do plano econômico do governo de Fernando Collor de Mello, fizeram com que perdesse suas economias e seu emprego.

Abandonado pela esposa, o personagem passa a ter problemas psicológicos e passa a viver nas ruas como um andarilho. Os ingressos custam R$ 20,00 (ingressos online) e de R$ 25,00 (meia) a R$ 50,00 (inteira) para a plateia presencial.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio