Sérgio Rufino se candidata a posto de Rainha de bateria em solo sobre diversidade na terceira idade

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A aceitação e a diversidade em plena terceira idade são os assuntos que alicerçam a dramaturgia de Rainha, texto de Guilherme Gonzalez sobre a figura de um mordomo aposentado que, cansado da solidão, decide se candidatar ao posto de rainha de bateria de uma escola e samba.

Sob a direção de Márcio Macena, Sérgio Rufino dá vida ao mordomo Feliciano na comédia dramática que realiza duas apresentações dentro da programação do Festival MixBrasil de Cultura da Diversidade nos dias 15 e 20 de novembro, domingo e sexta-feira, respectivamente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As sessões serão transmitidas através do canal oficial do Festival no Youtube às 19h (domingo) e às 21h30 (sexa-feira). Os ingressos são gratuitos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio