Paulo Szot | Foto: Divulgação
Paulo Szot | Foto: Divulgação

Ator e cantor paulistano que construiu luminosa carreira como protagonista de óperas do quilate de Carmen (1998), O Barbeiro de Sevilha (1999) e Don Giovanni (2005), entre outras, Paulo Szot também se notabilizou como o primeiro artista brasileiro a ganhar o Prêmio Tony, honraria máxima do teatro norte americano dada a artistas que se sobressaíram em performances na Broadway.

O ator recebeu o prêmio das mãos de Liza Minelli em 2008 após protagonizar o revival de South Pacific, musical de 1949 composto pela dupla de compositores Richard Rodgers & Oscar Hammerstein II sobre um triângulo amoroso formado durante uma ocupação estadunidense numa ilha do Pacífico Sul.

Agora, doze anos após sua estreia, o ator retorna à Broadway para protagonizar Chicago, o clássico da obra de John Kander & Fred Ebb sobre uma dupla de assassinas que buscam a fama. Szot dará vida ao inescrupuloso advogado Billy Flynn, que no Brasil foi vivido por Daniel Boaventura, e no cinema por Richard Gere.

Szot estreia no papel no dia 06 de janeiro para uma temporada de quatro semanas, até o dia 31. Depois, retorna em março, e permanece do dia 16 até 19 de maio. É o primeiro musical do ator após estrelar no Brasil, em 2016, a versão de Jorge Takla para o revival de My Fair Lady.

Há 23 anos em cartaz na Broadway, o espetáculo já contou com nomes como Cuba Downey Jr., Brooke Shields, Bebe Neuwirth, David Hasselhoff, Ute Lemper, Michael C. Hall, America Ferrera, Ruthie Henshall, Liza Minnelli, Melanie Griffith, entre outros em seu elenco.