Fale Mais Sobre Isso | Foto: Lila Batista
Fale Mais Sobre Isso | Foto: Lila Batista

Em meados de 2012, atendendo ao incentivo de seu marido, o diretor Pedro Vasconcellos, a atriz Flávia Garrafa se aventurou pela escrita dramatúrgica. Psicóloga por formação, Garrafa buscou então se reconectar com o universo da profissão que estudou, mas jamais exerceu e deu vida a Fale Mais Sobre Isso, texto em que investiga alguns dos dogmas da psicologia através de uma série de cenas sobre os problemas e patologias do mundo contemporâneo.

O texto, contudo, jamais teria visto à luz do dia não fosse a insistência do irmão da atriz, o também diretor Pedro Garrafa que recuperou a obra, engavetada há dois anos, e decidiu pôr em cena. “Te ator que nunca escreve, que tem medo, né? Eu acho que eu tinha uma falta de dimensão do que é escrever, porque eu sempre fiz isso com meus alunos, mas me faltava esse empurrão”, comenta a atriz que coordena, desde 2013, mais de 650 alunos em cursos de teatro espalhados por onze escolas da capital paulistana.

Fale Mais Sobre Isso estreou em março de 2015 em São Paulo, e se tornou um dos grandes sucessos da carreira de Garrafa, que segue há cinco anos em cartaz com o espetáculo que reestreia amanhã, sábado, no Teatro Renaissance, na Cerqueira César, próximo a Avenida Paulista, em São Paulo.

Estar há meia década em cartaz com um espetáculo, garante Garrafa, faz parte de seu ofício como atriz. “Eu entendo as pessoas que ficam 30 anos em cartaz com um mesmo espetáculo. Enquanto tem gente para ouvir, a gente tem que falar, e a gente só fica em cartaz porque sente que o público quer ver. Se eu ainda tenho o que dizer, fico. Me sinto completa quando estou em cartaz, e como o teatro é a arte do instante, é importante estar sempre”.

“Eu vou lá, subo naquele palco, digo o que quero dizer e ganho dinheiro. É o meu ofício”, diz a atriz que escolheu o universo da psicologia para nortear seu primeiro texto porque sentia segurança de falar sobre o assunto. “Eu sou atriz antes de ser psicóloga, mas me formei antes de estar tão presente no teatro, entende? E a peça é uma síntese do tipo de atriz que eu sou, que gosta da reflexão pela comédia e é mais reconhecida pelo humor, então essa peça é a junção das duas coisas que eu sou. E eu tenho propriedade para falar sobre psicologia, existem passagens na peça que são mais ligadas a esse universo mesmo, como não poderia deixar de ser”, acredita.

E dentro do universo da comédia, Garrafa se vê envolta em discussões que norteiam o mercado, como o famoso “limite do humor”. “u acho que essa discussão leva a possibilidade de fazer as coisas da maneira mais respeitosa possível. Um humor que para ter a piada você tripudie de alguém, a não ser que seja para a reflexão, não funciona. A gente tem que tomar cuidado, porque o mundo tá chato e é preciso ter esse discernimento de que o humor às vezes tá aí para o relaxamento, para criticar a vida e tal. Mas a gente precisa ser mai ponderado”, acredita a atriz que diz já ter alterado conteúdo por achar que não condizia com determinados momentos.

“Eu já mudei muita coisa, inclusive no ‘Fale Mais Sobre Isso’ porque eu não me sentia à vontade dizendo certas coisas. É o bom senso, né? É clichê, é lugar comum, mas é importante atingir o clichê nesses casos. É diferente, por exemplo, o Porta dos Fundos fazer uma sátira sobre a religião, eles não estão ofendendo ninguém, não é uma ofensa direta, até porque não há ofensa. É importante medir as palavras, mas sem ficar refém”, opina.

Entre os planos de permanecer ao longo do ano em cartaz com o espetáculo, Garrafa também prepara uma continuação para a peça que, tal qual uma sessão de terapia, pretende olhar para frente. “Nós vamos fazer como numa sessão, após descobrir o problema, vamos agora para a fase de tratá-lo”. O espetáculo se chamará Faça Mais Sobre Isso.

Outra novidade é a adaptação da comédia para a TV, numa série que já tem cinco capítulos roteirizados, e três escritos. Ainda sem uma emissora interessada, Garrafa não pretende parar o trabalho. “A gente finaliza tudo depois vende, é assim que é o processo da arte”, finaliza a atriz.

Fale Mais Sobre Isso reestreia amanhã no Teatro Renaissance para uma temporada aos sábados, sempre às 18h30 com sessões até o dia 28 de março. Os ingressos custam de R$ 30,00 (meia) a R$ 60,00 (inteira).