Ligia Cortez - Foto: João Caldas
Ligia Cortez - Foto: João Caldas

Em 2009, a atriz e diretora Lígia Cortez deu vida a rainha Elizabeth I na primeira (e controversa) montagem brasileira de Mary Stuart, do clássico dramaturgo alemão Friedrich Schiller, sobre a difícil relação da monarca inglesa com sua prima, a rainha Maria da Escócia, interpretada por Júlia Lemmertz na montagem dirigida por Antônio Gilberto.

A atriz volta ao papel que desempenhou em uma das últimas peças que interpretou antes de se tornar presença cada vez mais bissexta nos palcos paulistanos. Cortez volta a Elizabeth I em A Noite Que Nunca Existiu, peça do dramaturgo mexicano Humberto Robles inédita no Brasil.

Sob a direção de Marcelo Lazzaratto, que dividirá a cena com a atriz, a peça faz parte do ciclo de leituras De e a Partir de Shakespeare, promovido pelo Itaú Cultural a partir da ideia original do diretor e produtor Alexandre Brazil.

Na obra, Elizabeth I aceita uma audiência com William Shakespeare num encontro completamente ficcional. A leitura acontece no dia 26 de fevereiro, quarta-feira, no Itaú Cultural,na Avenida Paulista às 20h. Os ingressos são gratuitos.