A Clara do Ovo - Foto: Divulgação
A Clara do Ovo - Foto: Divulgação

Nem bem anunciou que arquiteta a encenação e um texto sobre depressão e os demônios internos do ser humano, Tubarão, Pablo Diego Garcia já está às voltas com a encenação de um novo trabalho. Trata-se de A Clara do Ovo, espetáculo escrito e dirigido por Danilo Alencar e que estreou em 2004 na cidade de Goiânia, em Goiás.

A obra narra o dia a dia de um rapaz que desenvolve sintomas de esquizofrenia enquanto cresce isolado do mundo por sua mãe que, sem a possibilidade de tratá-lo, sai para trabalhar e o deixa aprisionado em casa.

O espetáculo, que reestrearia com sessões no Acre a partir do mês de abril, teve sua turnê cancelada devido a pandemia do novo COVID-19 (Coronavírus). A produção passaria pelas cidades de Brasília e Goiânia antes de estrear em São Paulo, com temporada, por hora, confirmada para os meses de junho  julho no Viga Espaço Cênico, no Sumaré, zona oeste da capital paulista.

Para dar vida a personagem em A Clara do Ovo, Garcia passou uma semana como interno do Instituto Batuíra de Saúde Mental, em Goiânia, onde a peça teve seu primeiro ensaio aberto em 2004. O espetáculo ficou em cartaz por seis anos.