O Escândalo de Philippe Dussaert - Foto: Paula Kossatz
O Escândalo de Philippe Dussaert - Foto: Paula Kossatz

Após cumpir bem sucedida temporada em Portugal do espetáculo Intimidade Indecente, com Vera Holtz, o ator, diretor e dramaturgo Marcos Caruso se prepara para voltar aos palcos do Brasil com O Escândalo Philippe Dussaert, de Jacques Mougenot, no qual narra a trajetória do pintor e copista Philippe Dussaert, que sonhava em ter sua arte reconhecida.

Ao longo dos anos, Dussaert começa a copiar obras famosas de pintores como Da Vinci, Monet, entre outros, retirando elementos vivos, como pessoas e animais, e deixando apenas a paisagem. Sua fama começa a crescer até que, no ápice, culmina no escândalo que dá título à obra.

Caruso pretende retomar o espetáculo com uma turnê por seis cidades a serem decididas ainda. Por hora, só a confirmação de que o ator passara por São Paulo (onde realizou temporada em 2018) e no Rio de Janeiro, onde o espetáculo estreou.

Por seu desempenho em O Escândalo Philippe Dussaert, Caruso recebeu o Prêmio Shell de 2017.