Alair - Foto: Elisa Mendes
Alair - Foto: Elisa Mendes

Ainda no rastro do incentivo a quarentena de prevenção ao novo COVID-19 (Coronavírus), o dramaturgo Gustavo Pinheiro disponibilizou online a íntegra de Alair, peça que escreveu em 2017 sobre o fotógrafo fluminense Alair de Oliveira Gomes, engenheiro, filósofo e crítico de arte celebrizado como pioneiro da arte homoerótica no Brasil.

A peça narra o fim da vida do fotógrafo que da janela de seu apartamento registrava garotos fortes e bonitos que se exercitavam na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. O profissional recebe então a visita de um dos jovens, que quer ver o resultado das imagens, enquanto lida com situações do passado, como o abandono e indiferença de um antigo amor.

O espetáculo serviu como comemoração dos 45 anos de carreira do ator Edwin Luisi, que deu vida a Alair no drama dirigido por César Augusto, e que jogou luz sobre a morte do artista, estrangulado em seu apartamento em 1992, aos 71 anos. Um caso ainda hoje não concluído. 

No elenco, além de Luisi, estavam também André Rosa e Cláudio Andrade. Para assistir o espetáculo, basta clicar neste link.