Rita Lee Mora ao Lado | Foto: Divulgação
Rita Lee Mora ao Lado | Foto: Divulgação

Em 2014, ao subir no palco do Teatro das Artes, em São Paulo, para dar vida a cantora e compositora Rita Lee Jones no musical Rita Lee Mora ao Lado, Mel Lisboa deu importante virada na carreira, se consagrando como um dos principais nomes do teatro paulistano, além de elevar sua cotação no mercado das artes cênicas.

Depois, a atriz expandiu parcerias ao protagonizar espetáculos como Roque Santeiro – O Musical (2017), Boca de Ouro (2018), obra que lhe rendeu uma indicação ao Prêmio Shell, e Dogville (2019), entre outros.

Seis anos após a estreia do espetáculo dirigido por Márcio Macena, Lisboa volta a estreitar laços com a obra da cantora paulistana em live programada para esta quinta-feira, 07 de maio, às 19h30 no perfil oficial de Rita Lee no Instagram. Idealizado para celebrar os 40 anos de lançamento do álbum Rita Lee (1980), a live contará com mediação do jornalista Guilherme Samora e com a participação de nomes como Pedro Bial, Ronnie Von e Rita Cadillac, além da (não confirmada, mas esperada) presença da própria roqueira, há oito anos reclusa em retiro voluntário.

Tema da live, o álbum Rita Lee marcou ponto de virada de popularidade na carreira da cantora egressa dos grupos Os Mutantes e Tutti-Frutti,que a levou para além-mar neste que é considerado um dos melhores discos da música popular brasileira. No repertório estão clássicos do quilate de Lança Perfume, Baila Comigo, Nem Luxo, Nem Lixo, Shangrilá, Bem-me-Quer e Ôrra Meu

Capa do álbum Rita Lee de 1980
Capa do álbum Rita Lee de 1980