A Carruagem de Berenice - Crédito - Guto Garrote
A Carruagem de Berenice - Crédito - Guto Garrote

O diálogo entre o adulto e a criança é o tema do infantil A Carruagem de Berenice, com dramaturgia de Camila Appel, músicas originais de Zeca Baleiro e elenco composto pelas atrizes Luiza Micheletti (Moça da Carruagem) eThay Bergamin (Berenice). A peça, que termina temporada dia 24 de março no Teatro Alfa, segue carreira no próximo dia 30 de março, sábado, às 16h, no Teatro Alfredo Mesquita, ficando em cartaz até 21 de abril na zona Norte da cidade.

Ela escuta os pais brigando, sofre bullying na escola por querer fugir de estereótipos, vê seu grande amigo mudar de cidade e questiona conceitos de vida e a morte ao saber que seu animal de estimação morreu.

Leia também: “Três Mudanças” chega ao Teatro Itália

O espetáculo aborda questões que normalmente trariam constrangimento com naturalidade e diversão. Essa mensagem é o mote da peça, idealizada para mostrar que também há leveza nos desafios e que sofrer é um sentimento tão natural quanto se alegrar. A trama conta a história da menina Berenice e a Moça da Carruagem.

As músicas de Zeca Baleiro traduzem esse lema com maestria. A criança, na sua essência, recebe a visita de uma mulher em uma carruagem. O espetáculo mostra que o tempo pode ser um caminho para compreender que a beleza da vida é viver.

A trama conta a história da menina Berenice e a Moça da Carruagem. Berenice enfrenta suas primeiras situações difíceis e tem a ajuda da Moça da Carruagem, uma figura misteriosa que se espanta com a espontaneidade da criança. Juntas, partem em uma aventura que levanta noções de geografia, espaço, tempo e liberdade de expressão.

Serviço:

Quando: Reestreia dia 30 de março, sábado, às 16 horas. Sábados e domingos, às 16h. Até 21 de abril. De R$ 8 a R$ 16.
Onde: Teatro Alfredo Mesquita – Avenida Santos Dumont, 1770 – Santana. CEP 02012-010. 
Capacidade: 198 lugares.
Telefone: (11) 2221-3657.
Duração: 50 minutos.
Classificação: Livre. D