Sophie Charlotte | Foto: Divulgação
Sophie Charlotte | Foto: Divulgação

Peça tão obscura quanto sedutora na imensa obra do dramaturgo norte americano Tennessee Williams, O Anjo de Pedra ganhou duas montagens de sucesso no Brasil. A primeira, em 1950, foi estrelada por Cacilda Becker, enquanto a seguinte, em 1960, contou com Nathália Timberg encabeçando o elenco do Teatro Brasileiro de Comédia, o TBC.

Mais de 50 anos após sua última montagem, o espetáculo de Williams sobre uma jovem que renuncia ao amor e toma-se de razão, a fim de aceitar o universo ao seu redor, com um pai pastor e uma mãe com problemas mentais, ganhou montagem encenada por Inês Aranha. 

Com repercussão limitada, a montagem de Aranha serviu para reacender o interesse no texto do dramaturgo americano que, quase dez anos depois, ganhará sua quarta montagem brasileira.

Sob a direção de Nelson Baskerville, O Anjo de Pedra deve estrear em 2020 em São Paulo, e contará com a atriz alemã (naturalizada brasileira) Sophie Charlotte no papel da jovem Alma Winemiller, que fora vivida por Becker e Thimberg no século passado.


Esse será o retorno da atriz aos palcos 10 anos após sua passagem pelo elenco de Confissões de Adolescente, de Domingos de Oliveira. Na obra, Alma ainda encontra o médico John Buchanan Jr., que confronta a jovem com um estilo de vida oposto ao seu, questionando a exatidão de suas ideias. O elenco ainda não foi divulgado.