Após rara aparição nas redes sociais, José Mayer reitera aposentadoria e afasta planos de retorno ao teatro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pouco mais de uma semana após rara aparição nas redes sociais, depois de quatro anos de exílio voluntário, o ator José Mayer anunciou por meio de sua assessoria, com exclusividade ao Observatório do Teatro, que, de fato, não pensa em voltar a atuar, e afastou a possibilidade de um aventado retorno aos palcos.

Acontece que Mayer era o nome mais cotado para um espetáculo musical baseado na obra do poeta maranhense Catulo da Paixão Cearense (1863-1946), que, em processo de pré-produção, precisou congelar seus planos devido o avanço da pandemia do Coronavírus.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A obra deve seguir tão logo haja controle da crise sanitária, contudo sem Mayer, que teve sua última passagem pelos palcos em 2015, quando protagonizou ao lado de Alessandra Verney a comédia musical Kiss me Kate – O Beijo da Megera, sob a direção da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho.

Quatro anos antes, o ator havia estrelado outro grande clássico musical da Broadway, Um Violinista no Telhado, quando iniciou a parceria com os diretores. A relação de Mayer com os musicais vem de antes, quando, em 2007, o ator estrelou a primeira remontagem em mais de 40 anos de Um Boêmio no Céu, escrito pelo mesmo poeta maranhense que inspirará o musical.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio