Atriz pede que Donald Trump seja processado por usar clássico da Broadway em campanha

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz e cantora vencedora do Prêmio Tony, Betty Buckley vem se posicionando há pelo menos três anos nas redes sociais exigindo que o presidente dos Estados Unidos Donald Trump seja processado por uso indevido de uma canção durante suas campanhas eleitorais. Trata-se de Memory, hit do musical Cats composto por Andrew Lloyd Webber e gravado por Buckley, que compôs o elenco original do espetáculo na Broadway, em 1982.

O uso da canção – indevido de acordo com a atriz – aconteceu primeiramente em 2017, quando Trump saiu em uma série de carreatas com apoiadores de seu governo. A época, Buckley já havia se posicionado contra o uso da canção. “Não [usou] com a minha permissão, certamente”, tweetou a época.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, a atriz voltou a se posicionar contra o uso da canção, usado em comício no último dia 21 de junho. Em ambas as oportunidades, Buckley pediu para que o autor Andrew Lloyd Webber proibisse o uso da canção e até processasse a equipe e campanha de Donald Trump. O compositor ainda não se pronunciou a respeito. Confira abaixo o tweet de Betty Buckley e a performance da atriz e cantora interpretando Memory:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio