Auê - Foto: Silvana Marques
Auê - Foto: Silvana Marques

Um dos principais grupos a produzir uma linguagem brasileira dentro do mercado do teatro musical, a Barca dos Corações Perdidos preparava espetáculo em tributo à magistral obra do cantor e compositor do paraibano Jackson do Pandeiro (1919-1982) quando a pandemia do novo Coronavírus congelou o mercado cultural, impedindo o grupo de estrear o musical.

Seis meses após  chegada do vírus e com a linguagem virtual já fundida ao ofício do teatro, o grupo pretende realizar, no dia 10 de outubro, sábado, sua estreia no universo online com a transmissão de Jacksons do Pandeiro, musical com transmissão diretamente do teatro da Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

De acordo com reportagem de Ubiratan Brasil para o segundo caderno do Estado de S. Paulo, a sessão contará com transmissão pelo canal oficial do grupo no YouTube e pelo canal a cabo BIS, antecedendo uma possível temporada virtual.

Com ingressos gratuitos, a sessão do dia 10 de outubro acontece a partir das 20h. Jacksons do Pandeiro marca o retorno da parceria do grupo com a encenadora Duda Maia, que assina a direção ao lado de Diego de Godoy. No último espetáculo, Macunaíma, a Barca ergueu pontes com a diretora vencedora do Shell Bia Lessa.