Canção composta por Chico Buarque para musical anuncia carreira solo de Raquel Virgínia pós Baías

"Las Muchachas de Copacabana" foi composta para a trilha do filme Ópera do Malandro e incorporada em montagens posteriores

Publicado em 12/10/2021 14:45
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nem bem anunciou, em comum acordo com Assucena Assucena e Rafael Acerbi, o fim do grupo As Baías – abreviação de teor mercadológico para o nome original do grupo, As Bahias e a Cozinha Mineira -, Raquel Virgínia já se inicia carreira solo como cantora.

A artista se posiciona no mercado fonográfico com a edição de Las Muchachas de Copacabana, canção de 1985 composta por Chico Buarque de Hollanda para compor a trilha do filme Ópera do Malandro (1986), baseado no musical homônimo escrito pelo compositor e encenado em 1978.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A canção fora gravada em 1985 por Ney Matogrosso antes de chegar às telas no filme dirigido Ruy Guerra, e foi incorporada em montagens posteriores da obra, sendo a mais célebre a assinada pela dupla Charles Möeller e Claudio Botelho em 2003.

De acordo com a coluna do jornalista Mauro Ferreira, do G1, Raquel Virgínia lança Las Muchachas de Copacabana em single agendado para entrar em rotação nesta sexta-feira, 15, nas plataformas de streaming. 

Sob a direção musical de Castilhol, Raquel Virgínia cai na rumba de Chico Buarque com toques de funk a partir da colaboração da rapper MC Dellacroix. Las Muchachas de Copacabana é apenas uma das canções compostas pelo autor para o roteiro de um musical que ganhou o mercado com status de hit. 

Nas vozes de nomes como Gal Costa, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Ney Matogrosso e Zizi Possi, temas como Folhetim, A Volta do Malandro, A Bela e a Fera, Beatriz, Pedaço de Mim, entre outras, também ganharam as rádios após ganhar os palcos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio