Confira o cenário de Pós-F, solo em que Maria Ribeiro vive Fernanda Young

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Prestes a chegar aos palcos em 12 de setembro inaugurando a programação digital do Teatro Porto Seguro, o solo Pós-F, baseado no livro de ensaios vencedor do Prêmio Jabuti Pós-F – Para Além do Masculino e Feminino, de Fernanda Young (1970-2019), teve seu cenário revelado na tarde de ontem, 04 de agosto pela diretora Mika Lins nos stories de seu perfil oficial no Instagram (veja abaixo).

Assinada pela própria diretora, a cenografia será formada por desenhos de Young, da filha da escritora, Estela May, e da própria Mika Lins, com luz assinada por Caetano Vilela, que, ao lado de Lins e Maria Ribeiro, também assina a adaptação do texto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Pós-F, Fernanda Young tece reflexões sobre o feminismo, o feminino, o sexo, a sexalidade, o machismo e a identidade de gênero partindo de suas experiências e percepções acerca do mundo.

Não tivesse saído abruptamente de cena em agosto de 2019 após uma forte crise de asma, Young subiria ao palco ao lado de Ribeiro num processo que considerava ser uma espécie de embate entre as ideias que tinha à época da edição do livro e a evolução que viveu. 

Com sessões aos sábados e domingos sempre às 20h, Pós-F cumpre temporada até o dia 04 de outubro com transmissão via Zoom diretamente do palco o Teatro Porto Seguro, na zona central de São Paulo. Os ingressos custam a partir de R$ 20,00 e podem ser comprados via Tudus.

O Cenário de Pós-F, assinado por Mika Lins om desenhos de Fernanda Young e de sua filha Estela May
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio