Theatro Municipal de São Paulo - Foto: Divulgação
Theatro Municipal de São Paulo - Foto: Divulgação

Pouco menos de um mês após o anúncio de que os teatros no Rio de Janeiro poderiam voltar a funcionar, mesmo durante perigo de uma nova onda de contaminações pelo Coronavírus, a prefeitura de São Paulo e a Secretaria Municipal da Cultura anunciam a reabertura dos teatros na capital paulista.

A partir deste mês de outubro, espetáculos podem voltar a cumprir temporadas contando com a presença de público e trabalhando com até 50% da lotação do espaço, respeitando o distanciamento entre a plateia, o uso de máscara continuamente e contando com a venda de ingressos online.

Os espaços culturais, ao reabrir, deverão contar com higienização constante e o espaço deverá ser desinfetado após cada sessão. Para espaços com mais de uma sala, entrada e saída de público deverão ser escalonadas e é vedada a subida do público no palco, ou que haja sessão de fotos com os artistas.

Cada espaço deverá ainda se responsabilizar por organizar o público caso formem filas para a entrada nas salas de espetáculo, respeitando o distanciamento mínimo de um metro e meio, assim como usar o maior número possível de entradas e saídas e disponibilizar álcool em gel 70% para a higienização da plateia.

Os teatros da capital ainda não anunciaram a programação de seu retorno e ainda não se sabe quais espaços de ato abrirão com as novas diretrizes. Grupos de produtores no Whatsapp vem discutindo a possibilidade real do retorno de espetáculos com plateia reduzida e a necessidade de distanciamento. Para estes grupo, a viabilidade ainda é uma incógnita.