Encontro histórico da música popular brasileira, Doces Bárbaros ganhará musical celebrativo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 1976, os cantores Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia subiram ao palco do Canecão, no Rio de Janeiro, para celebrar uma década de suas carreiras individuais com o show inédito Os Doces Bárbaros, que saiu em excursão pelo Brasil e gerou disco duplo gravado ao vivo e documentário assinado por Jom Tob Azulay com registro das apresentações e dos bastidores da turnê nacional.

Ao longo do período, o grupo enfrentou uma série de percalços, sendo o mais famoso deles a prisão de Gilberto Gil em Florianópolis por portar maconha, encontrada após uma batida policial no hotel em que o grupo se hospedava.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Essa e outras histórias serão levadas à cena quando estrear O Musical Doces Bárbaros, espetáculo escrito e dirigido por João Falcão tendo como pano de fundo a formação do grupo que entrou para a história como um dos encontros mais importantes da música popular brasileira.

Ainda sem data para a estreia, o espetáculo foi aprovado para captar, via Lei de Incentivo a Cultura, o montante de R$ 5,5 milhões, de acordo com publicação do portal ArteView, e prevê o total de 56 apresentações nas cidades de Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro.

O espetáculo contará com um elenco formado por 16 integrantes, que deverão se revezar ao interpretar as canções do disco duplo lançado em 1976, entre elas clássicos como Atiraste uma Pedra (Herivelto Martins), O Seu Amor (Gilberto Gil), Pássaro Proibido (Caetano Veloso), Esotérico (Gilberto Gil e Caetano Veloso) e Fé Cega, Faca Amolada (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos)

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio