Ícone da produção combativa do teatro brasileiro, Ruth Escobar ganha biografia editada pelo Selo Sesc

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos principais nomes da produção cultural e das artes cênicas do Brasil, a atriz, produtora, diretora e multiartista Ruth Escobar (1935-2017) terá sua vida passada a limpo neste mês de março com a edição de […] metade é verdade – Ruth Escobar, biografia escrita pelo jornalista e pesquisador teatral Álvaro Machado e editada via Selo Sesc.

Nascida na cidade do Porto, em Portugal, mas com criação paulistana, Escobar foi figura essencial não apenas para revolucionar a produção teatral, tomando a frente de montagens ambiciosas, como a histórica encenação de O Balcão, de Jean Genet (1910-1986), que resultou em uma reforma maciça do teatro comandado pela produtora em São Paulo a fim de receber a obra, mas também um ícone da política cultural do Brasil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ativa na vida cultural, Escobar foi um dos principais nomes do combate ao regime ditatorial militar vigente no Brasil entre as décadas de 1960 e 1980, além de ter assumido cargo como deputada federal em dois mandatos.

A artista esteve à frente de produções teatrais e festivais até o final da década de 1990. Em 2000, ao ser diagnosticada com Alzheimer, se exilou da vida pública e assim permaneceu até sair de cena 17 anos depois.

É essa figura polêmica e combativa que será perfilada no livro já disponível para venda no site oficial da rede Sesc São Paulo e que deu seu nome ao teatro que, entre 1964 e 2000 foi um dos principais palcos da capital paulista até sucumbir em espaço de obras menores do circuito popular.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio