Ivam Cabral - Foto: Divulgação
Ivam Cabral - Foto: Divulgação

Ator, diretor e fundador da companhia paulistana Os Satyros, além de diretor geral da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral substituirá a partir desta segunda-feira, 14, a diretora e gestora cultural Lúcia Camargo (1944-2020) no Conselho do Theatro Municipal de São Paulo.

Camargo, que saiu de cena em julho – deste 2020, havia sido convidada para assumir o cargo pouco antes do AVC que resultou em sua morte. Cabral assume o posto ao lado de nomes como Terra Johari possa, Carlos Eduardo Uchôa, Humberto Falcão Martins, Anastácio Versamis, Fernanda Bueno da Silva, Ruby Angélica Graciela Vasquez Nunes, Roberto Minczuk e o Secretário Municipal de Cultura de São Paulo, o parlapatão Hugo Possolo.

“Espero, honesta e sinceramente, poder honrar o posto que seria da minha amiga querida. Estou feliz! O Theatro Municipal de são Paulo é marco na nossa cidade e uma das mais importantes instituições culturais do Brasil e da América Latina. Espero poder estar à altura de função tão nobre”, escreveu Cabral em post em seu perfil oficial no Facebook.

Autônomo, o Conselho é responsável por tomar decisões a respeito das finanças, da estrutura, da administração, do patrimônio e do setor artístico do Theatro Municipal de São Paulo, que, desde a entrada de Alexandre Youssef na Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo, apresentou mudança estrutural com a montagem de operetas como A Viúva Alegre, sob a direção de Miguel Falabella, e a temporada de espetáculos teatrais como PI – Panorama Insana, dirigida por Bia Lessa, e Baixa Terapia, encenada por Marco Antônio Pâmio.