Jô Soares agenda para 2022 retorno à cena com estreia de peça sobre manipulação feminina

Montada originalmente em 1938, peça À Meia Luz deu origem ao termo gaslighting

Publicado em 18/01/2022 11:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ficou mesmo para este ano de 2022 o retorno de Jô Soares à cena teatral. O ator, diretor e dramaturgo se prepara para encerrar hiato causado pelo isolamento causado pela pandemia do Coronavírus para estrear À Meia Luz, peça do dramaturgo inglês Patrick Hamilton (1904-1962) sobre um homem que, para tentar controlar a mulher, faz com que ela duvide de sua própria sanidade ao abaixar as luzes da casa e negar qualquer alteração no entorno.

A ação faz com que a jovem passe a duvidar de tudo o que está a sua volta, passando a se acreditar senil. Adaptada para o cinema em 1940 sob a direção de Thorold Dickinson (1903-1984), a obra – Gas Light – deu origem ao termo gaslighting, usado na contemporaneidade para denominar a ação de um agressor que faz com que sua vítima, geralmente uma mulher, passe a duvidar de si mesma, de suas condições mentais e de sua sanidade.

A montagem chegará ao palco do Teatro FAAP ainda neste 2022 e contará com Erica Montanheiro e Giovani Tozzi no elenco, além de Ricardo Severo assinando a trilha original e a fotógrafa e produtora Priscila Prade na produção geral.

À Meia Luz marca o retorno de Jô ao teatro quatro anos após dirigir e co-estrelar a montagem de A Noite de 16 de Janeiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio