Levando fé na cura do teatro, Eduardo Wotzik anuncia festival com programação diária e online

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu acredito que o teatro cura, o teatro salva. Lá fora os médicos, enfermeiras e cientistas andam salvando vidas, mas aqui, dentro das casas, esse papel tem sido dos artistas”. É assim que o ator, diretor, autor e produtor carioca vencedor do Prêmio Shell Eduardo Wotzik anuncia o lançamento da primeira edição de seu Festival Wotzik de Teatro Online, evento que visa promover aulas, debates e a apresentação de espetáculos ao longo de seis dias.

Com início agendado para segunda-feira,15, o festival apresentará desde palestra para analisar questões acerca do teatro pré, durante e após o período de pandemia, até aulas para atores e não atores sobre conceitos de atuação, direção e produção, passando ainda por mesas sobre histórias de bastidores das produções e entrevistas com nomes como Camila Amado, Clarice Niskier, Priscilla Rozenbaum, Marcos Caruso e Júlia Lemmertz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na agenda, o projeto conta ainda com a estreia de duas obras inéditas: o infantil Beto e Teca, estrelado por Michelle Fontaine, Alexandre Freitas, Gabriel Wotzik, Maju Lima e Pedro Miranda; e Millôr – Online, uma coletânea com o melhor da obra do multiartista carioca Millôr Fernandes (1923-2012).

O festival também lança no universo online Hannah Arendt- Uma Aula Magna, espetáculo sobre a obra desenvolvida pela filósofa alemã Hannah Arendt (1906-1975) que Wotzik apresentava em sessões de work in progress pouco antes de a pandemia do Coronavírus exigir a adoção de medidas de isolamento e o congelamento do mercado cultural; e o clássico moderno Missa para Clarice – Um Espetáculo Sobre o Homem e seu Deus, baseado na obra de Clarice Lispector (1920-1980)

Ao longo da semana, haverá ainda a leitura comentada de obras clássicas, como Édipo Rei, Tróia,Trilogia Lorca, Estilhaços, Breve Encontro e Rei Lear, todas encenadas pelo gestor do festival e a abertura de salas de consulta com o ator e diretor, como uma espécie de mutirão de dúvidas.

O evento, que acontece de 15 a 21 de março, é gratuito e dividido em duas plataformas. Os espetáculos podem ser acompanhados através do canal oficial da produtora de Wotzik (Wotzik Produções Artísticas) no Youtube, enquanto os bate-papos e as aulas acontecem em salas dentro da plataforma Zoom. Os ingressos podem ser retirados via Sympla. Confira abaixo a programação completa da primeira edição do Festival Wotzik de Teatro Online:

Palestra de Abertura 

Dia: 15 de março (segunda-feira) às 19h 

Tema: Dos Velhos aos Novos Caminhos do Teatro – O Teatro Antes e Depois da Pandemia

Com Eduardo Wotzik

Duração: 120 minutos 

Aulas de Teatro

De 15 a 19 de março – De segunda a sexta 

Horário: 8h 

Com Eduardo Wotzik.

Edição dos melhores momentos das aulas on-line que Wotzik tem dado durante a pandemia

Aulão de Aspiração 

Dias: 15, 17 e 19 de março – Segunda, quarta e sexta

Horário: 10h  

Aspiração é um mecanismo, um sistema, uma plataforma, uma série de exercícios criados por Wotzik para garantir a qualquer intérprete a teatralidade necessária à comunicação. 

Aula prática de 60 minutos

Aconselhamos o uso de roupas confortáveis

“Caosos” Cênicos 

De 15 a 21 de março às 18h30 – De segunda a sábado.

O diretor Eduardo Wotzik vai contar, durante 6 encontros diários, saborosas histórias dos bastidores do teatro brasileiro. 

Duração: 15 a 20 minutos

Leituras Comentadas  

De 15 a 20 de março 

Duração: 120 minutos

Atenção: A leitura será realizada pelos participantes que entrarem meia hora antes na Sympla– o diretor irá distribuir as personagens/papéis para aqueles que se interessarem. O ator que se dispuser a ler terá a oportunidade de ser dirigido pelo diretor, enquanto os demais participarão como ouvintes se beneficiando dos comentários que surgirão ao longo da leitura.

Wotzik Entrevista – “Pensando o Teatro na Hora do Almoço”

Tema: Como essa pandemia tem afetado seu artista? Que reflexões podemos fazer? Para onde caminhamos? 

De 15 a 19 de março – De segunda a sexta 

Horário: 12h00

Duração: 60 minutos 

Série de entrevistas com destacadas atrizes e atores brasileiros. Wotzik entrevista Camila Amado, Clarice Niskier, Priscilla Rozenbaum, Marcos Caruso e Júlia Lemmertz.

Tira Dúvida – Com Eduardo Wotzik

Dias: 16 e 18 – Terça e quinta 

Horário: 10h 

Conversa interativa. Uma sala, um espaço que o Festival Wotzik abre para que o público tire suas duvidas sobre seus processos artísticos.

Beto e Teca – Versão On-Line de Eduardo Wotzik

Teatro para Assistir com seu filho.

Dias: 20 e 21- Sábado e Domingo

Horário: 10h00 e 12h00 (sessão dupla)

Um espetáculo para pais e filhos dentro do universo do zoom 

Elenco: Michele Fontaine (Mãe), Alexandre Freitas (pai de Pedro) e as crianças Gabriel Wotzik (Beto), Maju Lima (Teca) e Pedro Miranda (Pedro)

Direção: Eduardo Wotzik

Hannah Arendt – Uma Aula Magna

Dia: 21 de março às 17h, 18h e 19h – três aulas seguidas, três sessões – Domingo 

Duração: 50 minutos cada aula/sessão

Hannah Arendt volta para nos dar uma aula sobre a Educação.

Com Eduardo Wotzik

Missa Para Clarice – Um espetáculo Sobre o Homem e seu Deus

Dias: 16, 19 e 20 de março às 19h – Terça, sexta e sábado

A partir do Sagrado na obra de Clarice Lispector, Wotzik cria um culto cênico que parte da ideia de que o ser humano teve de criar dois sistemas extraordinários para suportar a realidade, o sistema religioso e a arte.

Com Cristina Rudolph, Natally do Ó e Eduardo Wotzik

Duração:  80 minutos 

Haverá debate no término da sessão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio