Livro analisa vida e obra de Oscar Wilde à luz da psicanálise ao retratar passagens menos conhecidas de sua vida

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao ser preso em 1895, acusado do crime de homossexualidade, o escritor e dramaturgo irlandês Oscar Wilde (1854-1900) enfrentou um longo processo de bloqueio criativo, sem conseguir criar ou dar continuidade a obras inacabadas. Esta e outras passagens menos conhecidas da vida do escritor são retratadas em Oscar Wilde – Dorian Gray da Perda, da Dor, do Luto, livro que chega às lojas a partir deste mês de maio via Giostri Editora.

Escrito pelo psicoterapeuta e artista plástico Marcus Jacobina, o livro busca passar pelo filtro da psicanálise passagens da vida do escritor irlandês e aproximá-lo de sua principal obra, O Retrato de Dorian Gray (1890), ao tratar conceitos como o luto, a posição depressiva e pós-depressiva, o mito de Narciso, entre outros.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A obra conta com lançamento agendado para o dia 22 de maio, sábado, em evento gratuito na Giostri Livraria Teatro, na Bela Vista, em São Paulo, a partir das 17h

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio