Obra de Elton John inspira comédia romântica sobre separações na vida de um casal

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A magistral obra musical construída ao longo de 56 anos pelo cantor, compositor e músico inglês Elton John será o pano de fundo de Até que a Morte não Nos Separe, comédia romântica de Cacau Hygino que deve chegar aos palcos tão logo chegue ao fim a quarentena preventiva de contenção ao novo COVID-19 (Coronavírus).

Na obra, a ser dirigida por Alê Contini, Hygino divide a cena com a cantora e atriz Gottsha, narrando a história de amor e separação de um casal. A comédia pretende explorar os motivos que levam um casal a separação, desde a traição, a incompatibilidade de gênios e as relações familiares, até a morte.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A comédia romântica é a primeira do gênero no currículo de Gottsha, estrela do teatro musical e da disco music que paralisou os ensaios do musical Vozes, de Frederico Reder, na qual dividiria o palco com nomes como Ivanna Domenyco, Thais Piza e Cássia Raquel, entre outros. Já Hygino retorna a dramaturgia um ano após encenar Através da Íris, monólogo no qual perfilou a design de interiores norte americana Iris Apfel num espetáculo protagonizado por Nathália Timberg sob a direção de Maria Maya.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio