Realizada por mulheres, peça busca desconstruir padrões sobre a maternidade

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Qual o papel da mulher na maternidade nos dias de hoje, e como desvincular o processo de sua visão romantizada? Esse é questionamento que compõe o mote principal de A Filha da Mãe, peça escrita e dirigida por Lívia Piccolo em cartaz na Sala Piscina do Espaço Viga Cênico desde o dia 01 de junho.

Estrelada por Joana Dória, a peça narra a trajetória de uma mãe em três diferentes estágios de sua vida: o parto e os primeiros dias de maternidade, a morte de sua própria mãe e o aniversário de 30 anos da filha já adulta. Ao longo das três passagens, o texto alterna linguagens, passando da fluidez da palavra, passando pelo drama letárgico e chegando a leitura de cartas escritas pela mãe para a filha.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Buscando discutir a maternidade através de pilares como o feminismo, a morte, o patriarcado e o aborto, o espetáculo conta com uma ficha técnica exclusivamente feminina. Estreando na direção, Livia Piccolo divide a encenação com Joana Dória. A luz é assinada por Sofia Boito. Os figurinos são assinados por Piccolo, Dória e Luiza Simões, que também assina a assistência de direção.

A Filha da Mãe cumpre temporada até 30 de junho, aos sábados e domingos. Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira). É importante antecedência para reservar seu lugar, visto que a sala piscina conta apenas com 35 lugares.

SERVIÇO:

Data: 01 a 30 de junho (sábados e domingos)

Local: Espaço Viga Cênico – São Paulo (SP)

Endereço: Rua Capote Valente, 1323

Horário: 21h (sábados); 19h (domingos)

Preço do ingresso: R$ 30,00 (inteira)/ R$ 15,00 (meia)

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio